As causas metafísicas das aftas

Causas metafísicas das aftas

Causas metafísicas das aftas

Já está comprovado cientificamente que toda doença, antes de se manifestar clinicamente, teve um início a partir de algum estado emocional do paciente.
No caso das aftas, quando aparecem sem haver uma causa mecânica envolvida, como próteses novas ou aparelhos ortodônticos, existem dois fatores metafísicos apontados como desencadeadores da afta, sendo eles a autodesaprovação e a negação das
habilidades, segundo Valcapelli & Gasparetto, no livro Metafísica da Saúde.
No tocante à autodesaprovação, quando a pessoa se arrepende do que fez, da maneira que se colocou numa situação, essa condição pode se manifestar com o surgimento de aftas. Elas podem até ser secundárias a ferimentos na língua, como mordidas.
Outra condição é o medo de encarar uma situação. A pessoa não se sente
suficientemente preparada para executar alguma tarefa para a qual está sendo
convocada a desempenhar. Apesar de ter requisitos suficientes para ser bem-sucedida,
fica apavorada e insegura, acabando por recusar-se a assumir os desafios.
Ao saber passar este tipo de informação ao paciente este se tornará um diferencial profissional de valor imensurável para o paciente.
Uma forma de abordar o assunto sem ser invasivo, é logo de cara, na consulta inicial, passar a informação de que você trabalha de uma forma diferente. Dizer que procura ir além da condição que está expressa na boca e por isso poderá fazer perguntas que são incomuns em consultório dentários e se o paciente permite que você faça essa investigação mais minuciosa se for necessário.
A partir daí, ao localizar uma lesão aftosa, por exemplo, você pode perguntar se o paciente está passando por um momento de autodesaprovação ou de insegurança, sem precisar entrar em detalhes, caso não se sinta à vontade. Assim, poderá orientá-lo, além das instruções para curar a lesão no físico, também caminhos e técnicas para curar a causa primária da lesão. Para isso, o profissional que trabalha com Humanização deve saber aplicar ou ao menos saber indicar ferramentas de Terapias complementares que ajudem o paciente no processo.

Priscila Ferreira
Crosp 49272