Aromaterapia como uma grande aliada no tratamento do Bruxismo

Imagem

shutterstock_450408700

O Bruxismo é sem dúvida um grande desafio na vida de muitas pessoas que sofrem deste problema e dos profissionais que recebem com grande frequência em seus consultórios dentários, pacientes em busca de uma solução.
Ou até mesmo, estão com vários sinais e sintomas e nem desconfiam o que está causando todos aqueles males.
Venho salientar que o que apresentarei a seguir é uma terapia complementar, mas que é indispensável que seja realizado um exame por um dentista, que é o profissional capacitado para avaliar caso por caso e aplicar as terapias corretas.
Para quem é leigo no assunto, vou dar uma breve explicação do que se trata o bruxismo.

De um modo geral, o termo Bruxismo é utilizado para pessoas que rangem os dentes. O Bruxismo é um transtorno funcional, causado pelo movimento involuntário dos músculos da mastigação, causando atrito entre os dentes.
Pode ser observado em pessoas de todas as idades, sendo muito comum em crianças de até 6 a 7 anos de idade. Apesar de ser mais frequente durante o sono, também pode ocorrer com o indivíduo acordado. Pode ser crônico ou agudo, semi-involuntário (em vigília) ou inconsciente ( durante o sono)
Ele está altamente associado ao estresse, ansiedade, raiva, frustração ou tensão, mas também deve ser observado em casos de má oclusão dental, problemas do sono como a apneia, dor de ouvido ou dor de dente e refluxo gástrico. Aparece como efeito colateral de alguns medicamentos e complicação de doenças, tais como a doença de Parkinson. Certas substâncias, como cigarro, álcool, cafeína e drogas também podem atuar como fatores que aumentam o risco de bruxismo.
O apertamento é um tipo de bruxismo onde ocorre apenas a pressão dos dentes inferiores contra os superiores, mas nesse caso, o movimento de ranger é inexistente, e portanto, um pouco mais difícil de ser identificado pelo paciente.

Os sinais e sintomas mais comuns para o bruxismo são o ranger dos dentes (que às vezes pode ser tão forte que se torna audível para as outras pessoas), dentes desgastados, fraturados, lascados, restaurações e próteses que soltam sem motivo aparente, dor na articulação da mandíbula, hipertrofia da musculatura da face, dor de cabeça, cansaço ao abrir e fechar a boca, dores musculares na região do pescoço e ombros, dificuldade de fechar corretamente a boca, zumbido no ouvido e até diminuição da audição.
shutterstock_435988354
O tratamento mais comum é feito com placas de acrílico ou PVC rígido, porém hoje em dia, o dentista pode contar com diversas terapias complementares que ajudam muito no controle do distúrbio, tais como massoterapia, acupuntura, florais e aromaterapia, que é a que venho falar hoje.
Primeiramente, gostaria de deixar bem claro de existe uma grande diferença entre aromaterapia com óleos essenciais e essência.
Para que realmente surta efeito terapêutico, a forma correta é com a utilização dos óleos essenciais. Esses óleos possuem um poder terapêutico incrível pois são produzidos por algumas plantas quando encontram-se em alguma situação extrema onde necessitem de alguma proteção, tal como no frio ou calor intensos, excesso de chuva ou seca, presença de pragas.
O óleo produzido é então extraído e pode ser utilizado em forma de aromatizadores ambientais, em banhos, compressas, inalações, massagens, gargarejos.
No caso específico do Bruxismo, tenho utilizado com sucesso, os óleos essenciais de lavanda e lemograss.
Recomendo aos meus pacientes que coloquem uma gota de óleo de cada lado do travesseiro ou na forma de difusores elétricos apropriados que podem ser encontrado em lojas especializadas.
Mauricio Rivera que é formado em aromacologia,e proprietário da empresa RHR, explica que a lavanda equilibra o físico, mental e emocional é anti-estresse e combate a insônia, desintoxica. Traz sensação de liberdade, frescor e relaxamento. Excelente calmante para pessoas ansiosas e impacientes, minimiza o medo. Já o Lemongrass aumenta a concentração, relaxa crianças agitadas, calmante e levemente sedativo.
Esse é apenas um dos benefícios dos óleos essenciais. Na Odontologia Humanizada utilizamos com frequência, mas as outras aplicações é assunto para outro post.
cropped-cropped-DSC_7548.jpg
Priscila Ferreira é cirurgiã-dentista e trabalha com Odontologia Humanizada
Também ministra cursos para dentistas que querem se aprofundar nesse conceito.
Para maiores informações podem entrar em contato no email odontohumanizada@gmail.com

O USO DE FLORAIS DE BACH PARA CONTER A ANSIEDADE NA CADEIRA DO DENTISTA

Quando entrei na Faculdade de Odontologia, pretendia ser Odontopediatra, cuidar dos “baixinhos”. Porém, logo nos primeiros anos de formada me deparei com a dura realidade. Uma especialidade tão desvalorizada perto da sua real importância. Fiz alguns cursos de atualização em odontopediatria e não gostava dos métodos de contenção utilizados para manter as crianças imóveis para realizar o tratamento ou das técnicas intimidantes que colocavam medo até na gente. Definitivamente, não era o caminho que eu queria seguir. Mais tarde, e com a experiência e muita observação, notei adultos profundamente traumatizados com a cadeira do dentista. A ponto de simplesmente deixar a saúde bucal ficar em estado de calamidade.
Foi aí que a Humanização passou a fazer parte da rotina do dia a dia do meu Continue lendo

REIKI E HUMANIZAÇÃO ALIADOS NO AUXÍLIO PARA QUEM TEM MEDO DE DENTISTA

zahnreinigung-1514693_960_720
Olá amigo,

Neste post venho trazer um relato da Dra. Eliane Zeni, que é cirurgiã-dentista e aluna do curso de Odontologia Humanizada. Após seu relato sobre este caso em nosso grupo de estudos, pedi a ela que colocasse em palavras como foi sua experiência com a utilização de terapias complementares, no auxilio do tratamento para pacientes ansiosos ou com medo. Leia a seguir, o que ela tem para nos contar:

” Atendi em um domingo uma paciente que havia quebrado uma restauração em um dente anterior. Ela levou junto sua filha, que ficou esperando durante o atendimento. O curioso é que a filha não queria ir junto, recém tinham Continue lendo